quarta-feira, 27 de maio de 2015

Não é outro poema sobre saudade

Eu não te amo
Talvez te odeie
Isso explica:
Como seu rosto não sai da minha cabeça
Como ainda sinto-me beijado
Como consigo mentir pra mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário