segunda-feira, 8 de junho de 2015

( )

A todo tempo amo (-te),
A cada espaço de tempo  vivo (-te),
Agora, incompreendidamente clamo (-te),
Inevitavelmente amo (você)

Por todo, e qualquer, espaço
E tempo
E espaço de tempo

Serei (teu)
Serei (meu)
Serei eu!

(Você) é corpo,
(Eu) sou poesia,
A vertigem,
A disritmia

(Você) é a alegoria,
A fantasia,
(Eu) sou a alegria

(Você) é humana,
(Eu) sou poeta,
Com a alma

Feita de carne e osso

Nenhum comentário:

Postar um comentário