terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Meio maço

Acendo o cigarro
Meu pulso acelera
Enquanto vejo teu rosto
Trago
Me sinto sufocado
Por palavras ainda não ditas
Expulso a fumaça
As palavras saíram
Os sons ficaram
                                                              (continha um poema naquela fumaça)
Apago o cigarro
(juntamente, apagou-se qualquer sentimento que existiu naquele cigarro)

Nenhum comentário:

Postar um comentário