quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

poema existencialista sem número

Existo
Pois em minhas recordações
Durante toda a vida
Nunca deixei de existir

Sou
Não somente a ideia de ser
Mas também a ideia de não ser

Vivo
Porque esqueci-me de morrer
Porque nunca lembrei-me de ter morrido

Nenhum comentário:

Postar um comentário